Empresas de Porto Alegre farão primeira venda com pagamento por WhatsApp do país

February 21, 2019

Uma operação conjunta entre Zenvia, 4all e Uhuu vai testar sistema que será usado, dentro de alguns meses, para outros negócios e até para oferecer uso da plataforma para clientes

Venda de ingressos e produtos do espetáculo do grupo argentino Fuerza Bruta é o piloto da tecnologia gaúcha

Rompecabezas / Divulgação

 

O que começou com uma conversa informal entre dois empresários inovadores de Porto Alegre – Cassio Bobsin, da Zenvia, e José Renato Hopf, da 4all, vai se transformar em um marco: a primeira venda com pagamento via WhatsApp por meio de interação do consumidor com um chatbot no Brasil – talvez da América Latina. Representantes das empresas relatam que não há registro de um negócio anterior do mesmo tipo na região. Representa o pioneirismo do Rio Grande do Sul na aplicação da inteligência artificial nos negócios.

 

A estreia vai ocorrer com um teste rápido: amanhã, a Uhuu, empresa da qual a 4all é sócia – vai vender 20 ingressos e 20 copos promocionais do espetáculo de origem argentina Fuerza Bruta, que está em cartaz até o próximo domingo (24) em Porto Alegre. Parece trivial, mas é resultado de tecnologia desenvolvida na capital gaúcha, por empresas 100% locais, que começa a oferecer uma funcionalidade presente na ferramenta de troca de mensagens pessoais na China, o WeChat, que permite o pagamento sem sair da plataforma. 

 

Bobsin contou à coluna que, durante um almoço com Hopf, ambos à frente de empresas de perfil inovador, surgiu a ideia de fazer algo em conjunto. O presidente da Zenvia sugeriu, e o criador da 4all topou na hora. Ao contar que o desenvolvimento levou três meses, o tom de Bobsin sugere um período longo. Diante da surpresa, explica:

– Costumamos trabalhar com prazos curtos e métodos ágeis. Precisamos garantir que problemas sejam rapidamente resolvidos. Esse desenvolvimento demorou três meses porque desenvolvemos a tecnologia de base. A partir de agora, pode ser utilizada por qualquer empresa.

 

O que a Zenvia faz, com unidades em Porto Alegre – aquela que tem tobogã e churrasqueira– e São Paulo, é desenvolver o que chama de "plataforma conversacional" com tecnologia própria. Basicamente, "ensina" uma máquina a interagir com humanos, dando respostas coerentes.  Um dos objetivos da empresa é vender o serviço a clientes. Hoje, sem a opção de pagamento integrada, os serviços de mensagens por WhatApp com chatbot custam a partir de R$ 800 mensais. Bobsin disse ainda não saber quanto cobrará pela opção de pagamento.

 

Segundo o CEO da Uhuu, Rafael Lemos, quem já comprou ingressos com a empresa poderá fazer a operação sem sair do WhatsApp. Quem ainda não está cadastrado será direcionado a um site seguro para incluir dados do cartão de crédito. Até o final de abril, estima Lemos, a empresa pretende expandir essa opção de forma ilimitada para compra de ingressos e outros produtos da Uhuu.

 

Líder de transformação digital da 4all, Felipe Keller adianta que a empresa fundada pelo criador do BanriCompras e da GetNet também usará a plataforma em seus negócios futuros, assim como oferecer o serviço para clientes.

 

– Trabalhamos em parceria com a Zenvia para integrar formas de comunicação com a plataforma de pagamentos da 4all, usando a plataforma preferida pelo consumidor hoje. Também estamos construindo um produto para oferecer ao mercado. Temos certeza de que é a primeira no Brasil. Na América Latina, se alguém já fez, não anunciou.

 

 

 

Conteúdo originalmente publicado em: 

https://gauchazh.clicrbs.com.br/colunistas/marta-sfredo/noticia/2019/02/empresas-de-porto-alegre-farao-primeira-venda-com-pagamento-por-whatsapp-do-pais-cjsbvpth004yf01libf1rv9op.html?fbclid=IwAR1cRWqVJ1Sgndto1kKhrVPYMADFvj0pI-UAaZDCELryV_w_NS4H2SYM7hw

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Você já ouviu falar no Sistema Recompensa?

June 2, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags